FAQ

Perguntas frequentes sobre o Kungfu Wushu e a CBKW

Kungfu Wushu

Wushu é termo que define a arte marcial de origem chinesa. Esta denominação ampla, somada ao vasto território e à tradição em desenvolvimento de técnicas de combate da China, faz com que o wushu abranja uma diversificada gama de métodos marciais. O wushu se popularizou no ocidente como kungfu, e de forma sintética pode ser classificado em métodos de combate ou de taolu (forma). Os métodos de combate envolvem diversificadas técnicas de socos, chutes, quedas, projeções, torções e luta corpo a corpo. Os métodos de taolu tratam fundamentalmente do treinamento de sequências de golpes praticados de maneira contínua para desenvolvimento das habilidades necessárias à sua aplicação, estes envolvem técnicas de mãos livres e armas, como bastão, espada, lança e outras tantas armas tradicionais chinesas.

Saiba Mais

As principais formas de competição são Sanda, Shuaijiao, Taolu Esportivo e Taolu Tradicional.

Sanda é um esporte moderno de combate desarmado que se desenvolveu a partir de técnicas tradicionais de wushu e utiliza principalmente técnicas de soco, chute, projeções, combate corpo a corpo e defesa.

Saiba Mais

Shuaijiao é uma das vertentes mais antigas do wushu cuja história remete a data do surgimento das artes marciais chinesas. A modalidade tem suas bases fundamentadas nas técnicas de combate corpo a corpo desarmado, com foco total nas técnicas de projeções em competições. Existem diversos estilos de shuaijiao, no Brasil o mais popular é o baoding (kuaijiao), caracterizado pela velocidade na aplicação das técnicas. Sua prática se constitui no treinamento de técnicas de rolamentos, quedas, pegadas/esgrimas e projeções, associada ao uso de equipamentos específicos como faixas, bastões e sacos de areia. O objetivo desta composição dos treinos é a melhoria das habilidades naturais, coordenação motora, força e condicionamento físico, sempre aliados ao aperfeiçoamento técnico.

Saiba Mais

Confira as regras de competição de Shuaijiao.

Saiba Mais

Taolu refere-se ao componente de prática de rotina definida (forma) de wushu. Uma rotina de taolu compreende um conjunto continuamente conectado de técnicas pré-determinadas coreografadas de acordo com certos princípios e filosofias para incorporar ataques e defesas características de um estilo. Estes incluem técnicas de mão, técnicas de perna, saltos, rasteiras, posturas, trabalho de pés, imobilizações, projeções, combate corpo a corpo e equilíbrios. As competições de Taolu existem na forma tradicional e esportiva.

Saiba Mais

Confira as regras de competição de Taolu Esportivo.

Saiba Mais

Confira as regras de competição de Taolu Tradicional.

Saiba Mais

O Tai Chi Chuan é considerado um estilo interno de Kungfu Wushu, que participa das competições de taolu esportivo e tradicional.

Saiba Mais

CBKW

Confira as regras de competição de Sanda.

Saiba Mais

A Confederação Brasileira Kungfu Wushu (CBKW) é uma associação esportiva de fins não econômicos formada pelas suas Filiadas e tem por fim coordenar e organizar todos os aspectos relativos à prática e à gestão da modalidade Kungfu Wushu no território brasileiro. A CBKW é filiada à Federação Sul-Americana de Wushu (FESUWU), à Federação Pan-Americana de Wushu (PAWF), à Federação Internacional de Wushu (IWUF), à Federação Internacional de Qigong-Saúde (IHQF) e reconhecida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

A Confederação Brasileira de Kungfu Wushu é a entidade responsável pela organização e promoção de todas as ramificações do wushu em âmbito nacional e por promover internacionalmente o reconhecimento do wushu praticado no Brasil.

As filiações à CBKW se dão por intermédio das Federações Estaduais regularmente filiadas. A CBKW reconhece apenas uma entidade de administração esportiva por unidade federal. Cabe a esta coordenar as atividades dentro do Estado e filiar entidades de prática.

Conheça as Federações Estaduais regularmente filiadas.

Saiba Mais

Eventos Nacionais

A principal competição nacional é o Campeonato Brasileiro de Kungfu Wushu. Realizado em uma edição anual todos os anos, no segundo semestre. Esta competição é a principal via para participação nos eventos internacionais.

Cada Federação Estadual é responsável por estabelecer seus critérios para composição das esquipes estaduais. As inscrições para o Campeonato Brasileiro de Kungfu Wushu são realizadas pelas Federações Estaduais, de acordo com os critérios e prazos estabelecidos no regulamento geral da competição.

O Wushu integra o programa de competições do Jogos Universitários Brasileiros de Lutas, promovido pela CBDU. Esta é a principal competição universitária utilizada como qualificatória para eventos internacionais, como o Campeonato Mundial Universitário de Wushu e a Universíade. A CBKW promove anualmente, em paralelo à competição nacional oficial, o Campeonato Brasileiro Universitário de Wushu, que tem como objetivo fomentar o desenvolvimento do Wushu universitário.

O Wushu foi incluído no programa dos Jogos Escolares de Verão – Gymnasíade Jinjiang 2021. CBDE e CBKW têm parceria de cooperação técnica firmada, e o Wushu integrará o programa da Seletiva Nacional de Lutas da CBDE para definição dos atletas qualificados para o evento internacional.

Eventos Internacionais

A CBKW estabelece todo ano um Processo Seletivo para definição da Seleção Brasileira para cada evento internacional oficial. São convidados a participar do processo os atletas em destaque no Ranking Nacional CBKW e na última edição do Campeonato Brasileiro de Kungfu Wushu.

A Federação Internacional de Wushu promove Campeonatos Mundiais destinados a modalidades e objetivos específicos. Estes são o Campeonato Mundial de Wushu, Campeonato Mundial Júnior de Wushu, Campeonato Mundial de Kungfu e Campeonato Mundial de Taijiquan. Além destes, os atletas que se destacam no Mundial de Wushu se qualificam para a Copa do Mundo de Sanda e Copa do Mundo de Taolu. Os eventos internacionais de Kungfu Wushu são realizados bienalmente.

Atualmente o Wushu integra o programa oficial dos Jogos Olímpicos da Juventude Dakar 2026. A modalidade figurou como modalidade demonstrativa nos Jogos Olímpicos de Beijing 2008 e Jogos Olímpicos da Juventude Nanjing 2014. Além disso, a modalidade esteve por duas vezes entre as oito modalidades que chegaram a fase final para inclusão no programa oficial dos Jogos Olímpicos. A IWUF segue em forte campanha para inclusão da modalidade nas edições futuras dos Jogos Olímpicos.

Newsletter

Redes Sociais